Negócios Sustentáveis

Novo índice de carbono pretende mobilizar empresas e investidores para a questão climática nos negócios

A BM&FBovespa e o BNDES lançaram o Índice Carbono Eficiente (ICO2), que mede o retorno de uma carteira teórica formada por ações de empresas do IBrX-50 (índice composto pelas 50 ações mais negociadas na Bolsa) que aderiram à iniciativa. O ICO2 é ponderado pelo free float (quantidade de ações de uma empresa disponível para negociação em bolsa) e pelo coeficiente de emissões de carbono das empresas.

Bolsa tenta superar resistência dos investidores ao Índice de Sustentabilidade

Com o objetivo de superar a falta de interesse da comunidade financeira pelo Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE, um dia após a divulgação da nova carteira de ações que compõem esse índice, a BM&FBovespa anunciou hoje o lançamento de um fundo que será negociado na Bolsa: o ETF (Exchange-Traded Fund), que irá replicar a carteira de ações do ISE. Certamente uma iniciativa importante para que esse índice continue incentivando a adoção de práticas de sustentabilidade pelas empresas e possa se tornar referência para investidores.

Mudança do clima mobiliza empresas e investidores

Às vésperas da 16ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP16), que se realizará a partir de 29/11/2010 em Cancun, no México, empresas e investidores apresentam suas propostas na direção de uma economia de baixa emissão de carbono.

Direitos humanos e mudanças climáticas são desafios para o setor financeiro

A última edição do Diálogos Itaú de Sustentabilidade, ocorrido no dia 8/11, teve como tema “Setor Financeiro, Meio Ambiente e Sociedade: Tendências e Desafios”. Nesse evento, Motoko Aizawa, consultora em sustentabilidade da International Finance Corporation – IFC, destacou o exemplo da China de atuação conjunta do banco central, ministério do meio ambiente e autoridade reguladora dos bancos no sentido de definir critérios de avaliação do risco socioambiental na concessão de crédito às empresas. A respeito do exemplo chinês, leia o nosso post Banco Central da China cria “lista suja” de empresas poluidoras de 3/12/2007.

Top 10 relatórios brasileiros de sustentabilidade

Pela segunda vez, é publicado o estudo Rumo à Credibilidade, desenvolvido em conjunto pela Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável (FBDS) e pela SustainAbility. O objetivo do projeto é analisar a qualidade dos relatórios de sustentabilidade e encorajar as empresas brasileiras a aprimorarem suas práticas de relato.

Bancos iniciam nova revisão dos Princípios do Equador

A Associação dos bancos signatários dos Princípios do Equador (PE) anunciou o início de um novo processo de revisão desses Princípios. De acordo com a Associação, o processo de revisão permitirá aos bancos signatários avaliar o progresso de aplicação dos PE e identificar como aperfeiçoá-los. Esse processo será realizado em parceria com clientes, ONGs entre outros stakeholders. A última revisão dos PE aconteceu no 1º. semestre de 2006.

Investimento responsável: cresce o interesse dos investidores brasileiros

Lançado em 2006 o Principles for Responsible Investment – PRI (Princípios para o Investimento Responsável) é uma iniciativa de âmbito global fruto da parceria entre a Organização das Nações Unidas e investidores institucionais.

O PRI objetiva orientar os investidores a incorporar diretrizes socioambientais e de governança corporativa em seus processos de análise e decisão de investimentos e, como resultado, obter maiores retornos no longo prazo.

Atualmente, mais de 800 instituições da área de investimentos ao redor do mundo são signatárias do PRI, entre as quais 44 no Brasil. A Consultoria Finanças Sustentáveis assessora a Fator Corretora, primeira corretora brasileira a aderir ao PRI, na implantação das diretrizes desses Princípios.

Caso a sua instituição tenha interesse em saber mais sobre o PRI ou queira adotá-lo, entre em contato com a Consultoria Finanças Sustentáveis: contato@financassustentaveis.com.br ou tel. 11-3586-0859 / 3582-0915.

Saiba mais sobre esse e outros serviços da Consultoria Finanças Sustentáveis em http://www.financassustentaveis.com.br.

Clique na imagem abaixo e veja a apresentação sobre o PRI:

Indústria de seguros indica medidas para minimizar impactos das mudanças climáticas em países em desenvolvimento

Nessa semana, a UNEP FI (Iniciativa financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente), Geneva Association, Munich Climate Insurance Initiative e ClimateWise, representando mais de 100 empresas líderes
do mercado internacional de seguros, lançaram uma declaração sobre medidas de adaptação às mudanças climáticas

Integrated reporting: integração de relatórios ou uma nova contabilidade?

Como já comentamos em outros posts no blog, cresce o debate sobre o futuro dos relatórios de sustentabilidade, hoje uma prática cada vez mais comum pelas empresas, inclusive no Brasil. Alguns estudos já identificaram

Desafios para a destinação de resíduos sólidos no Brasil

Participamos hoje do Seminário “Desafios para destinação de resíduos sólidos”, realizado pelo jornal Valor Econômico. O objetivo do evento foi, face à recém-aprovada Política Nacional de Resíduos Sólidos

As mudanças climáticas e o dilema do crescimento

Em sua palestra de ontem, que completou o módulo "Mudanças Climáticas e Perspectivas para o Brasil", o professor José Eli da Veiga focou na questão do crescimento e do desenvolvimento econômico na transição ao baixo carbono. Inicialmente ele apresentou alguns dados a respeito da evolução

Decisões de investimentos precisam considerar impactos das mudanças climáticas, afirma Azevedo

Em sua palestra de hoje “Mudanças Climáticas pós-Copenhague: um olhar sobre os desafios de 2010 em diante”, realizada na Federação Brasileira de Bancos – Febraban, Tasso Resende de Azevedo afirmou que as áreas de investimentos precisam levar em consideração

Mudanças climáticas provocam cada vez mais incertezas, diz Abramovay

Em sua palestra “Governos, empresas e movimentos sociais na transição ao baixo carbono”, realizada ontem, o professor Ricardo Abramovay da FEA/USP afirmou que as mudanças climáticas estão criando situações que provocam cada vez mais incertezas no ambiente de negócios.

Aquecimento global provocará profundas mudanças na humanidade, afirma Besserman

Ontem o professor Sérgio Besserman Vianna da PUC-Rio, em sua palestra “Transformações Econômicas, Políticas e Sociais na Transição ao Baixo Carbono”, afirmou que o aquecimento global decorrente das mudanças climáticas está no topo das agressões ao planeta porque é a mais grave, a mais profunda e a de mais urgente solução. O aquecimento global é o principal fator de agravamento das demais agressões ao meio ambiente que, segundo Besserman são:

Mudanças climáticas e perspectivas para o Brasil

Ontem o professor Eduardo Viola, da Universidade de Brasília, em sua palestra "A dinâmica das potências climáticas e as perspectivas da transição ao baixo carbono", apresentou uma panorama sobre o papel dos principais países que influenciam a governança climática global.

Resumidamente, o prof. Viola acredita

Febraban coloca em discussão o impacto das mudanças climáticas no agronegócio

Participamos do 18º. Café com Sustentabilidade promovido pela Federação Brasileira de Bancos – Febraban. O evento teve por objetivo chamar a atenção das instituições financeiras para a questão do impacto das mudanças do clima nas operações financeiras destinadas ao agronegócio.

Assista a entrevista do sócio-diretor da Consultoria Finanças Sustentáveis sobre sustentabilidade nos negócios do setor financeiro

Assista a entrevista de Victorio Mattarozzi, sócio-diretor da Consultoria Finanças Sustentáveis, sobre sustentabilidade nos negócios do setor financeiro no Programa Viver Sustentável da Rede Vida, em 20/05/2010:

Norma IS0 26000 de Responsabilidade Social será lançada ainda em 2010

Participamos essa semana do Seminário ISO 26000 realizado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getulio Vargas – GVces. O seminário foi conduzido pelo secretário executivo do Grupo de Articulação das ONGs Brasileiras na ISO 26000 - GAO, Aron Belinky, e objetivou trazer uma visão do conjunto da norma.

Definidas novas regras de governança para os Princípios do Equador

A partir de primeiro de julho os Princípios do Equador contam com regras de governança, que objetivam dar mais credibilidade a essa iniciativa das instituições financeiras voltada a avaliar riscos socioambientais no financiamento de projetos.

Relatório “Estado do Mundo” alerta para o consumo consciente

O Instituto Akatu pelo Consumo Consciente lançou hoje a versão em português do Relatório “Estado do Mundo”, que é uma publicação produzida anualmente pelo Worldwatch Institute (WWI). Em sua versão de 2010, o tema do Relatório é “Transformando Culturas – do Consumismo à Sustentabilidade”.


Por meio de números atualizados, o Relatório convida a refletirmos sobre

Bolsa promove diálogos para aprimorar o Índice de Sustentabilidade

Em 2010 o Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bovespa – ISE irá completar 5 anos desde seu lançamento. A BM&FBovespa está promovendo uma série de diálogos com os seus principais stakeholders visando a aperfeiçoar o ISE para os próximos 5 anos.

Assista a entrevista do sócio-diretor da Consultoria Finanças Sustentáveis sobre sustentabilidade nos negócios

Assista a entrevista de Cássio Trunkl, sócio-diretor da Consultoria Finanças Sustentáveis, sobre sustentabilidade nos negócios na WebTV da Gradual Investimentos, em 30/03/2010:

Evento da GRI apresenta tendências para os relatórios de sustentabilidade

Participamos essa semana de reunião dos stakeholders organizacionais brasileiros da Global Reporting Initiative – GRI, iniciativa internacional dedicada ao desenvolvimento de diretrizes para a elaboração de relatórios de sustentabilidade.

Confira a nova publicação sobre "Empregos Verdes"

A Consultoria Finanças Sustentáveis lançou hoje sua mais nova publicação: "Empregos Verdes". Essa publicação foi preparada especialmente com vistas à palestra do sócio-diretor da Consultoria Finanças Sustentáveis, Victorio Mattarozzi, na 9ª Conferência Municipal de Produção Mais Limpa e Mudanças Climáticas da Cidade de São Paulo.

Evento discute produção mais limpa e mudanças climáticas

Realizou-se no dia 12/05 a Conferência de Produção Mais Limpa e Mudanças Climáticas da Cidade de São Paulo. Em sua 9ª edição, a Conferência teve por foco o tema “Economia Verde frente às mudanças climáticas”. As palestras abordaram assuntos como a relação entre economia e meio ambiente, redução de gases do efeito estufa, geração de empregos verdes e a situação da cidade de São Paulo dentro desse panorama.

Febraban vai capacitar gestores na área de sustentabilidade

Inclusão de tema em curso é resultado da parceria da instituição com as consultorias KEYASSOCIADOS e Finanças Sustentáveis.

Empresas e outras instituições reconhecem cada vez mais que precisam adotar os princípios da sustentabilidade em seu dia-a-dia. Mas seus gestores não necessariamente sabem como desenvolver esses projetos. A situação não é diferente no mundo financeiro. Pensando nisso, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) firmou uma parceria com as consultorias KEYASSOCIADOS e Finanças Sustentáveis
para a inclusão de um módulo sobre sustentabilidade nos negócios no curso Escola de Formação de Líderes.

Febraban lança programa para uso responsável do crédito

Participamos do evento de lançamento do Programa de Educação Financeira da Federação Brasileira de Bancos – Febraban. O objetivo desse Programa é levar orientações ao público em geral quanto ao uso consciente do dinheiro e do crédito, a fim de contribuir para a construção de melhores relações de consumo e de uso dos produtos financeiros. Em dezembro de 2006, a proporção entre o volume de crédito e o Produto Interno Bruto (PIB) no país era de 31%.

Evento da bolsa discute o mercado voluntário de carbono

Participamos do seminário “Mercado de Carbono Voluntário – novo ambiente de negócios para as empresas brasileiras” realizado na BM&FBOVESPA. O evento contou com palestrantes de empresas especializadas que atuam nesse mercado.

Índice de sustentabilidade da Bolsa avaliará impacto das mudanças climáticas nas empresas

Participamos do I Workshop do Índice de Sustentabilidade Empresarial - ISE, realizado pela BM&FBovespa e FGV-GVces. Nesse evento, que dá a largada ao processo de 2010 do ISE, foi anunciado que o questionário de avaliação das empresas passará a ter uma nova dimensão, a de mudanças climáticas.

Banco alemão lança política para financiamento de termelétricas à carvão mineral

O banco alemão WestLB, grande financiador do setor energético, lançou uma política ambiental para financiamento de usinas termelétricas à carvão mineral. A iniciativa tem como objetivo estabelecer padrões ambientais mínimos para o setor, considerado um dos maiores emissores de gases de efeito estufa (GEE).

Deutsche Bank e Nasdaq lançam índice de tecnologias limpas

O DB Climate Change Advisors (DBCCA) – braço de investimentos e pesquisas sobre mudanças climáticas do Deutsche Bank – e a Nasdaq OMX anunciaram o lançamento do DB Nasdaq OMX Clean Tech Index. A colaboração veio combinar o expertise de cada um para fornecer um índice benchmark para a indústria de investimentos.

Não perca a Conferência Municipal Produção Mais Limpa e Mudanças Climáticas!

No dia 12 de maio acontecerá na cidade de São Paulo a 9a. edição da Conferência Municipal Produção Mais Limpa e Mudanças Climáticas. No painel 2 desse evento - Avaliação do Potencial de Empregos Verdes, haverá uma palestra da Consultoria Finanças Sustentáveis. Confira aqui a programação do evento.

Uma empresa "verde" de sucesso se expande em terras brasileiras: TerraCycle

A TerraCycle é uma empresa americana que cria produtos ”verdes” a partir de vários tipos de materiais considerados não recicláveis. Para tanto, possui parcerias exclusivas com empresas como Kraft Food, Frito Lay, Stonyfield Farm, Mars Wrigleey e muitas outras. Apresenta mais de 50 produtos disponíveis, como bolsas, mochilas, guarda-chuvas, que estão à venda nas maiores redes varejistas norte-americanas como Walmart, The Home Depot e Whole Foods Market.

CVM dos EUA exigirá das empresas abertura de informações sobre riscos climáticos

A Securities and Exchange Commission (SEC), órgão regulador do mercado de capitais americano, acaba de estabelecer diretrizes para orientar as empresas com ações negociadas em bolsa de como devem informar os investidores a respeito dos riscos e oportunidades associados às mudanças climáticas. Esse posicionamento da SEC vinha sendo reivindicado por organizações de investidores e ambientalistas, destacadamente pela rede CERES.

Cursos sobre sustentabilidade nos negócios

A Consultoria Finanças Sustentáveis acaba de divulgar a sua agenda de cursos sobre sustentabilidade nos negócios do 1° semestre de 2010.
Os cursos irão focar nas práticas e ferramentas que auxiliam as empresas no desenvolvimento de negócios com responsabilidade socioambiental, qualificando seus participantes a adquirir referências que contribuam para a inserção da agenda da sustentabilidade em suas atividades profissionais.