Negócios Sustentáveis


Fernando Almeida é o organizador do livro e autor do Capítulo Estadista corporativo: um líder para a sustentabilidade.

Victorio Mattarozzi é o autor do Capítulo Os desafios do setor financeiro no caminho do desenvolvimento sustentável.

Conheça mais sobre o livro e seus autores no post publicado anteriormente.

Fernando Almeida (dir.) e Victorio Mattarozzi no evento de lançamento do livro em São Paulo.

Livro Desenvolvimento Sustentável 2012-2050: especialistas propõem um novo padrão de governança empresarial

Por ocasião da realização da Rio+20 será lançado o livro Desenvolvimento Sustentável 2012-2050: Visão, Rumos e Contradições. Esse livro apresenta as mais diversificadas, e em alguns casos inéditas, interseções entre os temas em torno da sustentabilidade, sejam corporativos ou sociais, abordando aspectos como gestão da inovação, risco e governança, reputação e educação, entre outros.

Fernando Almeida, organizador e um dos autores do livro, destaca: “o objetivo do livro é discutir em profundidade o que ocorreu desde 1992 – quando foi realizada no Rio de Janeiro a II Conferência das Nações Unidas para Desenvolvimento e Meio Ambiente, a Rio 92 – e formular uma visão da evolução da sustentabilidade nas próximas décadas com uma abordagem ampla, que cobre desde a visão global até os aspectos nacionais e locais dos assuntos apresentados”.

O livro tem apresentação do ex-Ministro da Fazenda Pedro Malan e Prefácio de André Lago, embaixador e representante do Governo Brasileiro para a Rio+20. Procurando incorporar a sensibilidade e a cultura dos diferentes grupos de interesse no assunto, o livro reúne autores do universo acadêmico, do setor produtivo, do mundo político e das organizações não governamentais, cujos nomes e temas dos capítulos são:
  • Economia em transição - José Eli da Veiga
  • Caminhando e conversando: stakeholders, juntos, a caminho de uma Economia Verde - Ernst Ligteringen
  • Uma inovação sustentável - Marcos Bicudo
  • Os desafios do setor financeiro no caminho do desenvolvimento sustentável - Victorio Mattarozzi
  • Da comunicação sustentável à sustentabilidade da comunicação - Agostinho Vieira
  • Enfrentando o desafio da produção e do consumo sustentáveis: uma visão a partir das políticas governamentais recentes - Samyra Crespo
  • A economia dos ecossistemas e da biodiversidade - Achim Steiner
  • Educação de lideranças para a sustentabilidade - Emerson de Almeida, Maria Raquel Grassi F. Marques e Poliana Reis Abreu
  • Estadista corporativo: um líder para a sustentabilidade - Fernando Almeida
  • Governança corporativa no contexto da sustentabilidade - Carlos Eduardo Lessa Brandão
  • Reputação corporativa e sustentabilidade: os caminhos para a organização do futuro - Ana Luisa de Castro Almeida
  • Transporte sustentável no século urbano - Jonathan Lash, Luis Antonio Lindau e Jacob Koch
  • Construção sustentável: mitos, desafios e oportunidades - Vanderley M. John e Vahan Agopyan
  • A química sustentável: desafios, dilemas e perspectivas - Jorge Soto
  • Como a raça verde sustentará o mundo em 2050? - Björn Stigson
A respeito do livro, Fernando Almeida acrescenta: “tenho a firme convicção de que, pela qualidade de seus autores, a força e a criatividade de suas ideias, o livro terá vida longa; e de que as reflexões apresentadas nos diferentes capítulos serão intensamente discutidas e difundidas nos anos que se seguirão à Rio+20”.

Os eventos de lançamento do livro Desenvolvimento Sustentável 2012-2050: Visão, Rumos e Contradições (Elsevier Editora) ocorrerão nos dias: 5 de junho em São Paulo – Livraria Saraiva do Shopping Higienópolis; e 15 de junho no Rio de Janeiro – Livraria da Travessa do Shopping Leblon.

Capital Natural: à espera dos bancos brasileiros

Em mais uma iniciativa visando a incorporar as questões ambientais aos negócios, 20 instituições financeiras assinaram ontem em Washington a Declaração do Capital Natural, que busca mostrar a preocupação do setor financeiro com o meio ambiente às vésperas da realização da Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável - Rio+20. O Capital Natural incorpora todos os ativos naturais do planeta (solo, ar, água, flora e fauna) e todos os serviços providos por tais ativos, que tornam possível a existência de vida humana. Entre os signatários da Declaração estão: a International Financial Corporation – IFC, subsidiária do Banco Mundial para o setor privado, e instituições financeiras da Holanda, África do Sul, México, Estados Unidos e Inglaterra.