Negócios Sustentáveis

Guarda-roupa "verde"

Você pensa no meio ambiente quando compra uma roupa? Você acredita que a moda pode contribuir para a preservação da natureza? Se você ainda não se preocupa com isso, saiba que o setor têxtil está entre as que mais consome recursos naturais, como água e energia. Além disso, a cultura do algodão, um de seus principais insumos, é responsável por cerca de 30% da utilização de pesticidas no planeta. Para ilustrar o impacto da produção de algodão no meio ambiente, basta mencionar que é preciso utilizar 160g de agrotóxicos para produzir uma camiseta que pesa 250g. Portanto, a busca por matérias-primas alternativas e processos produtivos mais limpos são atualmente um dos maiores desafios do setor têxtil. A oferta de têxteis produzidos com materiais menos agressivos ao meio ambeinte é ainda limitada, devido à pequena escala de produção e fornecimento irregular de matérias-primas. Esse cenário acaba encarecendo os produtos. No exemplo da camiseta, aquela feita de algodão orgânico chega a custar até 3 vezes mais. Apesar do preço mais elevado, há um crescente número de pessoas que preferem consumir produtos que agridem menos a natureza. Algumas empresas de confecção e moda já têm procurado aumentar a oferta de produtos com esse foco. São os casos das brasileiras Osklen e Track & Field e das internacionais Levi’s, GAP e Nike. A própria rede varejista Wal-Mart no Brasil passou a vender têxteis produzidos com algodão orgânico a preços acessíveis. A questão da sustentabilidade nos setores têxtil e da moda passa pela necessidade das empresas considerarem os aspectos socioambientais, tais como o uso de materiais orgânicos e recicláveis, em toda a cadeia produtiva, desde o cultivo do algodão até o pós-venda. Quanto a todos nós consumidores, devemos procurar comprar roupas que causem menor impacto ao meio ambiente e conservá-las para que durem mais tempo. Saiba mais sobre moda sustentável e dicas de como consumir conscientemente, acessando: Instituto “e” Instituto Ecotece Environmental News Network

Nenhum comentário:

Postar um comentário