Negócios Sustentáveis

Investidores internacionais divulgam declaração sobre mudanças climáticas

Essa semana, instituições financeiras internacionais divulgaram um documento alertando sobre a necessidade de se alcançar um acordo global sobre o clima, como condição para garantir os recursos financeiros necessários à migração para uma economia de baixa emissão de carbono.
Assinada por 181 instituições financeiras internacionais que em conjunto representam ativos financeiros da ordem de US$ 13 trilhões, a declaração afirma ser fundamental que os chefes de Estado e formadores de opinião entendam como as políticas públicas ligadas às mudanças climáticas influenciam as decisões de investimento. Dentre outras medidas, o documento identifica ser necessário um acordo global sobre o clima que estabeleça:

  • Meta global de redução de emissões de 50 a 85% até 2050
  • Meta de redução para países desenvolvidos de 50 a 95% até 2050, com metas intermediárias de 20 a 45%
  • Apoio público para tecnologias de eficiência energética e de baixa emissão de carbono
  • Medidas para reduzir o desmatamento e promover o reflorestamento de áreas
  • Apoio na adaptação aos efeitos inevitáveis das mudanças climáticas
Essa declaração é uma iniciativa importante que mostra como é fundamental que se alcance um novo acordo climático internacional na Conferência de Copenhague em dezembro e que metas de redução de emissões de médio e longo prazo são necessárias para garantir a confiança de investidores.
Leia aqui a declaração e veja a lista das instituições financeiras signatárias

Nenhum comentário:

Postar um comentário